sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Decretos de Natal

Decretos de Natal

 

Por Frei Betto

 

 

Fica decretado que neste Natal, em vez de dar presentes, nos faremos presentes junto aos famintos e excluídos, como propõe o Papa Francisco. Papai Noel será malhado como Judas e, lacradas as chaminés, abriremos corações e portas à chegada salvífica do Menino Jesus.

Fica decretado que encantaremos as crianças de mistérios ao professar o Deus que se fez homem entre nós. Não mais recorreremos ao velho barbudo de sorriso ridículo, e sim aos relatos bíblicos que narram o mais singular dos fatos históricos: em Belém, Deus se tornou humano para que possamos nos tornar divinos.

Fica decretado que o Natal não mais nos travestirá no que não somos: nesse verão escaldante, arrancaremos da árvore de Natal os algodões de falsas neves;trocaremos nozes e castanhas por frutas tropicais; renas e trenós por carroças repletas de alimentos não perecíveis; e se algum Papai Noel sobrar por aí, que apareça de bermuda e sandália.

Fica decretado que cartas de crianças, só as endereçadas ao Menino Jesus, como a de meu sobrinho Lucas, de 6 anos, que escreveu a ele convencido  de que Caim e Abel não teriam brigado se dormissem em quartos separados; e propôs ao Criador ninguém mais nascer nem morrer, e todos nós vivermos para sempre.

Fica decretado que as crianças, em vez de pedir brinquedos e bolas, pedirão bênçãos e graças, abrindo seus corações para destinar aos pobres todo o supérfluo que entulha armários. A sobra de um é a necessidade de outro, e quem reparte bens partilha Deus.

Fica decretado que, pelo menos um dia, desligaremos toda a parafernália eletrônica, inclusive o telefone celular e, recolhidos à solidão e ao silêncio, faremos uma viagem ao interior de nosso espírito, lá onde habita Aquele que, distinto de nós, funda a nossa verdadeira identidade.Entregues à meditação, fecharemos os olhos para ver melhor.

Fica decretado que, despidas de pudores, as famílias farão ao menos um momento de oração, lerão um trecho bíblico, agradecerão ao Pai de Amor o dom da vida, as alegrias do ano que finda, e até dores que exarcebam a emoção.

Fica decretado que tiraremos a espada das mãos de Herodes e nenhuma criança será mais condenada ao trabalho precoce, violentada, surrada ou humilhada. Todas terão direito à ternura e à alegria, à saúde e à escola, ao pão e à paz, ao sonho e à beleza.

Fica decretado que, nos locais de trabalho as festas de fim de ano terão o dobro de seu custo convertido em cestas básicas para famílias carentes. E será considerado grave pecado abrir uma bebida de valor superior ao salário mensal da pessoa que a serve.

Como Deus não tem religião, fica decretado que nenhum fiel considerará a sua mais perfeita que a do outro, nem fará rastejar sua língua, qual serpente venenosa, nas trilhas da injúria e da perfídia. O Menino do presépio veio para todos; não há como professar que ele é “Pai Nosso” se o pão também não for de todos, e não privilégio da minoria abastada.

Fica decretado que toda dieta reverterá em benefício de quem tem fome, e que ninguém dará ao outro um presente embrulhado em bajulação ou  mera formalidade. O tempo gasto em fazer laços seja muito inferior ao dedicado a dar abraços.

Fica decretado que as mesas de Natal estarão cobertas de afeto e, dispostos a renascer com o Menino, trataremos de sepultar iras e invejas, amarguras e ambições desmedidas, para que o nosso coração seja acolhedor como a manjedoura de Belém.

Fica decretado que, como os reis magos, haveremos de reverenciar com a prática da justiça, aqueles que, como Maria e José, foram excluídos da cidade e, como uma família sem terra e teto, obrigados a ocupar um pasto, onde brilhou a esperança.

 

(Transcrito do Jornal O GLOBO, de 18.12.2014).

 

 

Arauto do Templo

 




Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


terça-feira, 9 de dezembro de 2014

O Priorado Magistral do Rio de Janeiro, da OSMTH - Porto, comunica:

                              I N V E S T I D U R A  D E  2016

 

 

                Estão abertas até 31.03.15 as Inscrições para a V Investidura de Cavaleiros Templários.

            Inscrições devem ser feitas enviando um e-mail para preceptoria@templebrasil.org

            Maiores informações podem ser obtidas no site www.templebrasil.org/faq-home.htm

            Venha ser um dos nossos. Não deixe para a última hora. Inscreva-se já!!

            O Priorado Magistral do Rio de Janeiro, da OSMTH-Porto, o aguarda.

 

                                                       Fr. ++João Baptista Neto (MC)

                                                                               Prior    

 

 

 




Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


sexta-feira, 21 de novembro de 2014

III Investidura de Cavaleiros Templários da TempleBrasil-OSMTH-Porto

Documentando a III Investidura ocorrida em 24.10.14 na Igreja da Irmandade da Santa Cruz dos Militares – RJ

 


 

Arauto do Templo

 




Este email está limpo de vírus e malwares porque a proteção do avast! Antivírus está ativa.


sábado, 1 de novembro de 2014

III Investidura de Cavaleiros Templários- Agradecimentos

Irmãos, Saudações.

 

        Como sabem, uma Solenidade de Investidura não termina com o Jantar de Confraternização, ainda mais se tivermos uma AGE/AGO agregada, como foi o caso; daí a demora em poder agradecer aos Irmãos que compareceram à Solenidade e ao Jantar prestando seu inestimável auxílio e apoio, principal causa do sucesso na realização de ambas.

        Agradecimento especial aos Irmãos que vieram de outros Estados.

Não poderíamos deixar de agradecer à Associação dos Antigos Alunos Maristas, que gentilmente nos cedeu a Capela comunitária; e, à Irmandade da Santa Cruz dos Militares, dando-nos suporte para a celebração da Missa de Ação de Graças e Investidura.

Finalizando, deixamos aqui nosso profundo e mais sincero agradecimento à Arquidiocese do Rio de Janeiro por ter-nos enviado o Revmo. Bispo Auxiliar D. Luiz Henrique da Silva Brito para oficiar a Missa, dando à mesma a sacralidade e a imponência que uma Investidura Templária faz jus.

Na Paz de Cristo, recebam nosso

 

Muito Obrigado.

 

Fr. João Baptista Neto(MC)

              Prior

            nnDnn

 

 




Este email está limpo de vírus e malwares porque a proteção do avast! Antivírus está ativa.


segunda-feira, 29 de setembro de 2014

III Investidura de Cavaleiros Templários - Convite

CONVITE

 

III INVESTIDURA DE CAVALEIROS TEMPLÁRIOS

 

O Priorado Magistral do Rio de Janeiro da “Ordo Supremus Militaris Templi Hierosolymitani – OSMTH – Porto – Pt.”, convida Reverendíssimas e Excelentíssimas Autoridades Eclesiásticas, Civis e Militares e Ilustríssimo Público a assistirem à III Cerimônia de Investidura de Cavaleiros Templários a seguir da Missa em Ação de Graças que fará celebrar às 18:00 horas do dia 24 de Outubro de 2014, na Igreja da Irmandade da Santa Cruz dos Militares, na Rua 1º de Março, 36 – Centro – Rio de Janeiro – RJ.

O Priorado e a OSMTH – Porto – Pt. sentir-se-ão honrados com Vossa presença.

 

Cavaleiro Grã Cruz – Fr. ++João Baptista Neto (MC)

                                                               Prior

 

Non nobis Domine, non nobis, sed nomini Tuo da Gloriam.

 

 

 




Este email está limpo de vírus e malwares porque a proteção do avast! Antivírus está ativa.


sexta-feira, 20 de junho de 2014

A Festa do Corpo.

         Por ocasião da celebração da data, abaixo transcrevo o artigo de Frei Betto a respeito, sugerindo que reflitamos sobre cada parágrafo.

 

_________________________________

Transcrição de artigo publicado no Jornal O Globo, de 19.06.2014

 

Autoria de Frei Betto.

 

                                      A festa do Corpo

 

"Somos feitos de matéria estelar. Espírito não é algo que se opõe à carne, mas sua expressão mais profunda e luminosa."

 

 

 

         Corpus Christi é a festa em que a Igreja Católica celebra a instituição do sacramento da eucaristia. No século 13, Santa Juliana, francesa, viu em sonho, aos 16 anos, a Lua com pequena mancha escura. Interpretou como sendo a Igreja iluminada por suas festas e, a mancha, sinal de ausência de data dedicada ao Corpo de Cristo.

        

         O cristianismo é a religião do corpo, malgrado as sequelas platônicas. No Credo, proclamamos nossa fé, não na ressurreição da alma ou do espírito, mas na "ressurreição da carne".

 

         A cultura da morte faz do corpo objeto de sujeição. A pessoa é reduzida à força de trabalho. Suga-se de seu corpo toda a vida, sem que lhe pague o salário justo para que possa florescer em sua potencialidade espiritual: cultura, lazer, criatividade.

 

         Tais direitos ficam restritos àqueles que podem gravitar em torno do culto hedonista do corpo. Há um infindável estímulo consumista para exaltar a estética do corpo: publicações, cosmésticos, academias de ginástica, cardápios 'diet' etc.

 

         A cultura da vida sacraliza o corpo. Para Jesus, ele é morada de Deus. A própria divindade se faz corpo no homem Jesus. A quem lhe indagou o percurso para a vida eterna (o doutor da lei, Zaqueu, Nicodemos etc.), Jesus respondeu com ironia.

 

         A quem lhe pediu vida nesta vida, um corpo saudável como expressão do dom maior de Deus, Jesus atendeu com amor: o cego que pediu a cura  para recuperar a visão, o paralítico que desejou andar, a mulher atormentada pela hemorragia, o homem da mão sêca que suplicou por saúde.

 

         Jesus restaurou corpos (milagres); alimentou corpos (partilha dos pães e dos peixes); celebrou corpos (bodas de Caná e o Reino de Deus comparado a banquetes).

 

         Uma sociedade que segrega corpos pela cor da pele ou submete-os por relações injustas de trabalho é contrária aos princípios do Evangelho.

 

         O Corpo de Deus, em Jesus, é rejeitado, difamado, preso, condenado, torturado, crucificado. Contudo, "no primeiro dia da semana", seu corpo ressuscitou, primícia e promessa de que nossos corpos haverão de vencer a morte.

 

         Jesus permanece entre nós na forma de pão. Todo pão que se partilha é eucaristicamente dotado de presença divina. Pães materiais - salário digno, emprego, direitos reconhecidos; e pães simbólicos -, o gesto de carinho, a solidariedade, o amor.

 

         Nosso corpo traz a história do Universo. Todas as células foram tecidas por moléculas feitas de átomos engendrados no 'Big Bang' e cozinhados no calor das estrelas. Somos feitos de matéria estelar. Na intimidade atômica, cada partícula é também onda, como se a natureza risse de nossa lógica cartesiana incapaz de apreender que toda matéria, inclusive o nosso corpo, é energia condensada.

 

         Espírito não é algo que se opõe à carne, mas sua expressão mais profunda e luminosa. É fantástico que a própria natureza, em trajes bordados pela química e em baile ritmado pela física, tenha aflorado em seres dotados de inteligência capaz de decifrar os seus enigmas e apreender o seu sentido.

 

--------------------------------------------------------

 

Arauto do Templo

 

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Ideal Templário

 

 

TempleBrasil

 

Associação de Estudos e Formação Templária

 

Ordo Supremus Militaris Templi Hierosolymitani – OSMTHPorto

 

Priorado Magistral do Rio de Janeiro

                                                       

Rio de Janeiro, 22 de Maio de 2014

 

 

IDEAL TEMPLÁRIO

 

O QUE SE ESPERA DE UM CAVALEIRO DA OSMTH – PORTO – Pt

PERTENCENTE AO PRIORADO MAGISTRAL DO RIO DE JANEIRO

 

Além da observância do nosso Sumário de Condutas:

 

   Que esteja imbuído até o mais recôndito de seu ser do espírito da Ordem -  “Non nobis Domine, non nobis, sed nomine Tuo da Gloriam” – Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao Teu nome toda a Glória. Ou seja, que todos as suas palavras e atitudes tenham sempre como pano de fundo a humildade. Evite palavras ou publicações fúteis somente para se sobressair e, especialmente, se vangloriar.

   Que seja ativo. Que não fique acomodado com a posição já alcançada.

   Que tenha iniciativa. Se prevista em nosso Sumário de Condutas, que não fique esperando ordens de seus superiores.

   Que seja solidário, compassivo e paciente. Ouça e aconselhe, dentro do possível, os sofredores e os menos favorecidos.

   Que encare o Templarismo como um Apostolado e não como um Status Social.

   Que persevere até conseguir o seu objetivo. Desistir é abandonar a luta.

   Que tenha sempre a Temperança como sua Conselheira. Assim fazendo estará evitando a falha tanto pela escassez como pelo excesso.

   Que tenha sempre a Sabedoria como sua Mestra. Antes de uma decisão, pondere e reflita bastante.

   Que evite as conversas fúteis, a maledicência e a crítica ao desempenho dos demais Irmãos. Tais práticas, além de não acrescentarem nada de útil, levam à intrigas e discórdias.

   Que, sentindo-se descontente, comunique o fato ao superior hierárquico. Não dissemine sua insatisfação, pois além de não resolver seu problema, contaminará os demais Irmãos.

   Que se manifeste publicamente uma vez por mês, pelo menos, através de um Artigo seu em Blog próprio, nos Blogs/Site da TempleBrasil e nos Grupos do Yahoo. Exercite a dialética. Temas para artigos é o que não faltam no momento. Você é capaz, sim. Sabemos disso, pois escreveu vários  durante a sua Formação Templária. Ele é a sua voz. Faça com que a ouçam.

   Que se vincule a uma atividade de cunho beneficente em Ong’s confiáveis e publicamente reconhecidas ou em Pastorais da Igreja. A colaboração só em dinheiro soa como esmola. Já sob a forma de gêneros, agasalhos, ou mesmo só palavras, desde que acompanhadas da presença física, soam como caridade de fato.

   Que se esforce para conseguir seguidores para nossa Ordem, e não para si através das Listas Sociais. É importante não ser inconveniente ou insistente demais. Que visite os Deptos. de História das Faculdades de sua cidade. Consiga uma reunião com os alunos. Divulgue nossa Camiseta e o nosso Adesivo.

   Que use as Listas Sociais para publicação de seus Artigos também, ao invés de pura “troca de figurinhas” como vem ocorrendo.

   Que nunca desista de encontrar a Verdade (o seu Santo Graal). Deixei esse tópico para o final para poder falar dele especificamente sob a forma de Crescimento Espiritual, tema que vem sendo objeto de reclamação por parte de alguns por não termos um Curso específico para tal.

 

CRESCIMENTO ESPIRITUAL

 

        É na busca da Verdade que se adquire o Crescimento Espiritual.

        Se o Cavaleiro é um Místico, não precisa fazer nada, pois nasceu com o Conhecimento. Todas as informações que venha a necessitar são-lhes passadas através de Revelações, Sonhos, Inspiração, Vozes....Como esse não é o caso, o Crescimento Espiritual somente se dá através da Iniciação, seguida de muita leitura, especialmente sobre esoterismo, simbologia, pesquisa e comparações entre as diversas religiões e Tradições; da prática das Condutas Templárias; da prática da Meditação (que é a mesma coisa que Reflexão e Contemplação); da prática da humildade (Non nobis Domine...).

 

Ser iniciado significa “morrer” (para os antigos conhecimentos) e “nascer de novo” (para os novos), conforme atestado por Mestre Jesus, o Cristo, no texto Evangélico abaixo:

 

O encontro com Nicodemos - ...Rabi, sabemos que vens da parte de Deus como mestre, pois ninguém pode fazer os sinais que fazes, se Deus não estiver com ele”. Jesus lhe respondeu: “Em verdade, em verdade, te digo: quem não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus”. Disse-lhe Nicodemos: “Como pode um homem nascer, sendo já velho? Poderá entrar segunda vez no seio de sua mãe e nascer? Respondeu-lhe Jesus: “Em verdade, em verdade, te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus. O que nasceu da carne é carne, o que nasceu do Espírito é espírito. Não te admires de eu te haver dito: vós deveis nascer de novo. O vento sopra onde quer e ouves o seu ruído, mas não sabes de onde vem nem para onde vai. Assim acontece com todo aquele que nasceu do Espírito.” JOÃO 3 (2 – 8).

 

De fato, não temos Cartilha nem Apostilas de Crescimento Espiritual com exercícios de desenvolvimento e testes de múltipla escolha ao final. Temos 4 Volumes de Conhecimentos básicos da Espiritualidade das Tradições, onde se encontram os fundamentos que deram origem às diversas religiões mais antigas. Ao final de cada Volume pede-se que se expresse com a maior profundidade possível o entendimento de cada tema abordado.

 

No Templarismo a iniciação se dá com a Investidura. Daí em diante o Cavaleiro passa a fazer parte da “Egrégora Templária”, que tem em Jesus, o Cristo, seu único Mestre e Senhor. O Crescimento Espiritual está diretamente associado à dedicação às Práticas Templárias e aos estudos.

 

 

 Fr. João Baptista Neto (MC)

                    Prior

 

 

 

 

 

terça-feira, 13 de maio de 2014

Campanha e Manifesto contra o sequestro da Nigéria

Abaixo a Campanha que está sendo levada a efeito pela “Hermandad Soberana de Damas y Caballeros del Temple” – Priorado da Espanha da OSMTJ, a qual o Priorado Magistral do Rio de Janeiro – OSMTH – Porto - PT está aderindo.

Convocamos

todas as Ordens Templárias

e todos os Templários

A Liberdade e a dignidade são princípios sagrados e por isso pedimos e solicitamos do governo Nigeriano seu maior envolvimento na libertação das meninas sequestradas e prostituídas, bem como a detenção dos responsáveis e seu comparecimento perante os tribunais internacionais para serem julgados.

 

Lembramos que a razão oficial para a criação do Templo foi, A PROTEÇÃO DOS PEREGRINOS e a PROTEÇÃO DOS MAIS FRACOS, e cremos, desnecessário se faz dizer, que TODAS as meninas têm direito a poder viver em liberdade.

 

Pedimos a participação e colaboração de todas as Ordens Templárias para que apoiem publicamente este manifesto transferindo-nos a vossa adesão, a fim de que, ao cabo de alguns dias, possamos apresentar perante os organismos internacionais este manifesto.

 

Por isso solicitamos a todas as Ordens Templárias, assim como a todos os Templários, que enviem o texto do Manifesto à embaixada da Nigéria em seus respectivos países. Esse manifesto será encabeçado pelo mote “Los Templarios Pedimos”, com um só grito templário, em lembrança e honra de Nossos Antecessores Templários que, seguramente, uniriam todas suas forças para ajudar a defender a honra, a dignidade e a liberdade de todas essas inocentes meninas.

 

Contactos:   0034 672 110 817    (Spain – España)

 

hispaniatemple@live.com     

 

osmtj@hermandadtemple.org

 

Rogamos que transmitam a todas as ordens amigas e conhecidas esse manifesto para conseguir a máxima força e repercussão possível.

 

Oxalá consigamos o objetivo da libertação de todas as meninas.

 

Todas as ordens que assim o desejarem, devem comunicar o desejo de colaboração, e somente aquelas ordens que assim o pedirem, aparecerão seus nomes numa lista de ordens que oficialmente aderiram à campanha.

 

Agradecendo de Todo coração e rogando a Nosso Senhor para que ilumine Nossos Caminhos, aproveitamos a presente para unirmo-nos todos em um Grande e Triplo Abraço Templário.         

“Eneas”   Prior

 

                                                              Non Nobis Domine, Non Nobis. Sed Nomine Tuo Da Gloriam

 

O MANIFESTO

 

                  TempleBrasil

Ordo Supremus Militaris TempliHierosolymitani – OSMTHPorto - PT

Priorado Magistral do Rio de Janeiro – Brasil

             

“Los Templarios Pedimos

 

Ante os horríveis fatos ocorridos na Nigéria, como o foi o sequestro de umas meninas indefesas e sua posterior prostituição, Os Templários tem a dizer:

 

MANIFESTAMOS

Total repúdio, e que todas as meninas da Nigéria e do Mundo Têm direito a poder viver Dignamente e em Liberdade; e,

Condenação enérgica a qualquer abuso e injustiça que se possa cometer contra qualquer menina.

 

EXIGIMOS

A todos os Poderes Públicos, (nacionais e internacionais) para que se adotem todas as medidas que sejam necessárias para:

·      A libertação imediata de todas as meninas sequestradas;

·      A reinserção Social de todas elas; e,

·      Que legalmente se julgue de forma Exemplar seus sequestradores.

O Templo vive e Atua.

 

Rogamos e Oramos por todas essas Meninas, mas faz falta algo mais: que a humanidade comece a Caminhar pelo Caminho da Justiça e dos Direitos Humanos.

 

 

                                                       Non Nobis Domine, Non Nobis. Sed Nomine Tuo Da Gloriam

ARAUTO DO TEMPLO