sexta-feira, 16 de julho de 2010

INVESTIDURAS NO BRASIL

Irmãos, Saudações.

 

                É com prazer que informo que as Investiduras voltarão a ser aqui no Brasil a partir de 2011, em data a ser posteriormente comunicada (Não antes de Setembro).

 

                A Nota Informativa já se encontra nos sites da TempleBrasil – http://www.templebrasil.org.br/careers.htm e no site do Cavaleiro Templário – http://www.cavaleirotemplario.net  .

 

                Acredito que não seja necessário dizer que teremos muito trabalho pela frente e que espero contar com a colaboração dos Irmãos. Recomendo que todos releiam as “Perguntas Freqüentes”.

 

                Acredito que com essa divulgação voltaremos a ter, e até ultrapassaremos, o número de integrantes antes da Mudança de 31.01.10. Mesmo assim, conto também com os Irmãos entrando em contato com conhecidos e amigos que sejam simpatizantes do Templarismo para juntarem-se a nós.

 

                Agora que nossos anseios foram atendidos, resta-nos trabalhar com maior empenho para vencermos mais essa batalha.

 

                Agradecendo o apoio recebido e a confiança depositada pelos Irmãos, envio um

 

Fraterno Abraço.

 

Arauto do templo

 

2 comentários:

  1. Bom dia,

    Li em parte um artigo aqui postado,

    A minha pergunta é:

    Sendo o Brasil um estado laico um cavaleiro da sua ordem tem que ser submisso ao Papa e católico?

    Carlos Duarte

    ResponderExcluir
  2. Carlos Duarte, Saudações.

    Desculpe a demora em lhe responder.

    Em primerio lugar devo esclarecer que, por enquanto, a Ordem é ecumênica-cristã aceitando em suas fileiras Oristãos Protestantes, Anglicanos, Ortodoxos...As unicas Ordens Católicas aceitas e reconhecidas pelo Vaticano são a Ordem de Malta e a dos Cavaleiros de Cristo.
    Em segundo, o fato de pertencer a uma Ordem que poderá vir a ser submissa ao Papa não implica que terei que negar minha cidadania caso tal venha a ocorrer. Não vejo conflito em seguir as determinações do Papa enquanto Membro da Ordem caso venha a ser exclusivamente católica, e seguir as determinações civis enquanto cidadão brasileiro.
    Fr. +João Baptista Neto

    ResponderExcluir