quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

economize no plano de saúde e ainda receba 30% de desconto

Tudo bem? olha só isso que vi pra você

 
Olá jbaptistaneto.observer, tudo bem?

Seria bom para você se pudesse ter acesso aos melhores hospitais do Brasil como o Sírio Libanês, Albert Einstein e diversos outros hospitais de alto nível em todo o Brasil?

Com o Plano de Saúde Amil você tem acesso aos melhores hospitais do Brasil, além de também ter acesso aos melhores laboratórios clínicos, onde você poderá fazer o agendamento online dos seus exames, tudo isso com cobertura nacional.

É um plano de saúde completo para você, sua família ou a sua empresa.

No caso de um plano empresarial, a Amil oferece planos para micro e pequenas empresas a partir de 2 vidas, e para grandes empresas a partir de 99 vidas, e ainda está com um *desconto especial que irá durar por pouco tempo.

Faça uma cotação online sem compromisso, leva apenas 10 segundos.
 
QUERO COTAR AGORA
* Para ter acesso ao desconto especial use seu CNPJ
 
 
 

terça-feira, 25 de dezembro de 2018


Informo aos Seguidores que a partir de 02.01 próximo estarei voltando à ativa tanto neste Blog como também nos Sites www.cavaleirotemplario.net , bem como no www.jbaptistaneto.com.br , que vem a ser a Estante do Templario.
Creio já ser do conhecimento de todos o motivo do meu afastamento, mas, mesmo assim, volto a informar que foi por causa de um infarto em 2016 e cirurgia cardíaca em Fevereiro 2017 (2 pontes safena e uma ponte mamária). Como tive complicações pós-operatórias, os médicos me recomendaram um período maior de afastamentp para facilitar a recuperação. Em resumo foi isso. Felizmente agora está tudo bem.
Aproveito para informar também que solicitei meu desligamento da OSMTH - Porto - Portugal, por discordar da política e concessão de Comendadorias e Priorados dentro de um país, no caso, o nosso Brasil.
Por enquanto é só,

Fraterno Abraço,

Arauto do Templo

sábado, 21 de janeiro de 2017

Oração Idólatra

Oração Idólatra

 

Por: Frei Betto (OP)

Transcrito do Jornal “O Globo”, de 21.01.17

 

 

‘A Ti dobro os meus joelhos e curvo minha cabeça. Sou Teu servo e escravo! Faça-se em mim o que for a Tua vontade!’.

 

         Tu és meu Senhor e meu Deus. Penso em Ti em todas as horas de todos os meus dias, ao acordar e me alimentar, ao trabalhar e me divertir, e a Tua existência povoa meus sonhos à noite.

         Ao despertar, o meu primeiro pensamento a Ti se dirige. Ao longo do dia deixo-me guiar pela Tua luz. Ela refulge em tudo que me cerca, das roupas que me vestem aos adereços que me trazem encanto à minha vida.

         Com Tua presença sinto que meus pés pisam em terra firme. Já a Tua ausência me entristece por atirar-me aos braços do desamparo. Senhor,  poupa-me da pobreza e conduza-me às trilhas da prosperidade.

         És minha alegria e meu consolo, pois em ti deposito toda minha confiança. O que seria de mim sem a Tua companhia? Como eu poderia viver sem o Teu respaldo? Tu és a minha salvação!

         Guardo-Te como as pupilas dos olhos. A cada hora confiro a Tua benção à minha vida e me asseguro de que sou digno de Teus abundantes dons. Eles me fazem sentir amado e abençoado, salvo dos infortúnios e dos males que tanto afligem aqueles que não gozam de Tua proteção.

         Em Ti ponho a minha segurança. Graças a Ti caminho por sendas ladrilhadas de ouro. Tua divina luz resplandece em minha casa e em meu trabalho. Teu manto me recobre e, por isso, todos me tratam com respeito e reverência.

         Teu miraculoso poder aplaca sofrimentos e dirime dificuldades. Na aflição e na carência é a Ti que recorro, pois de Ti emana a força que desata todos os nós e derruba todas as barreiras. A Ti dobro os meus joelhos e curvo minha cabeça. Sou teu servo e escravo! Faça-se em mim o que for a Tua vontade!

         Por Ti sou capaz de correr riscos, infringir leis humanas e suportar a má fama. Tua atração e Teu fascínio me são irresistíveis. Tu me conduzes e agasalhas, e eu Te amo acima de todas as pessoas e de todas as coisas.

         Se Te afastas de mim, desfaleço tomado por um sentimento de orfandade. Quando Te distancias de mim, o chão me falta aos pés, a vergonha me recobre, e meu coração é corroído pela inveja daqueles que jamais se encontram excluídos de Teu abrigo.

         Tu és o meu guia, e de Ti decorrem a minha saúde e a minha felicidade. Quando Te aproximas, minha alma se rejubila. Quando Te afastas,  a desolação me abate. Nada sou sem a Tua inefável presença. Nela encontro o meu valor e a razão do meu viver.

         Seduziste-me e eu me deixei seduzir. Ainda que muitos Te acusem de causar males e provocar divisão onde havia união, jamais levantarei minha voz contra Ti. Tu és o meu pastor! Nada haverá de me faltar!

         É a Ti que mais almejo, e por Ti se movem a minha vontade e a minha inteligência. Faça chuva ou sol, é a Ti que busco. Tu és o espírito que me anima. Em tudo que faço e idealizo, anseio por Tua divina companhia.

         Não suportaria viver sem as Tuas bênçãos e a imensa fartura que deriva de Tuas dádivas. Elas transparecem em todos os bens que me revestem e me dignificam aos olhos alheios.

         Porém, se Te apartas de mim, já ninguém comigo se importará nem me estenderá as mãos. Serei atirado à escória do mundo. Todos evitarão cruzar os meus passos, e aqueles que porventura o fizerem haverão de virarem o rosto para o outro lado.

         Quando, porém, recobres a minha vida, todos rendem homenagens e professam louvores. Não a mim, mas à Tua poderosa manifestação, capaz de abrir portas e corações, e suscitar, naqueles que Te adoram, desejos infinitos.

         Ao Teu poder não há fronteiras nem obstáculos. És capaz de mudar os passos e o caráter dos homens, e converter nações inteiras aos Teus desígnios.

         Meu Senhor e meu Deus, eis o Teu sagrado nome, aclamado e louvado por toda a Terra – Dinheiro.

 

Que maravilha de artigo!

Uma verdadeira pérola.

 

Arauto do Templo.

 

 




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Re: [templelucis] Adiamento da Investidura de 25.11.16 no Rio de Janeiro.

Há duas maneiras de viver a vida: uma como se nada fosse um milagre e outra como se tudo fosse um milagre. Albert Einstein

Meu senhor, estaremos torcendo pelo melhor e por uma plena recuperação!

Manteremos seu nome em nossas orações pela saúde!

Paz e Bem
ACT Renato Cruz

Enviado do meu iPhone

Em 16 de nov de 2016, às 20:08, João Baptista Neto jbaptistaneto@gmail.com [templelucis] <templelucis@yahoogrupos.com.br> escreveu:

 

Irmãos, Saudações.

 

        Com pesar e por motivo de força maior – procedimento médico para determinar, ou não, cirurgia para colocação de ponte safena - , informo que a Cerimonia de Investidura marcada para 24 e 25 próximo foram adiadas para, em princípio, Janeiro de 2017, em data a ser posteriormente informada, dependendo do desenrolar dos acontecimentos.

        Esperando a compreensão de todos e desculpando-me pelo inconveniente, envio um

 

Fraterno Abraço,

 

Fr. ++João Baptista Neto

                Prior




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


__._,_.___

Enviado por: =?iso-8859-1?Q?Jo=E3o_Baptista_Neto?= <jbaptistaneto@gmail.com>
Responder através da web através de email Adicionar um novo tópico Mensagens neste tópico (1)
&quot;A Luz do Mundo&quot; - Mestre e Nosso Senhor Jesus Cristo.

&quot;Testemunho da Luz&quot; - São João Batista.

&quot;Luz do Templo&quot; - São Bernardo de Claraval.

&quot;Chama Viva do Templo&quot; - Grão Mestre Jacques de Molay.

&quot;NON NOBIS DOMINE, NON NOBIS, SED NOMINI TUO DA GLORIAM&quot;

&quot;Sursum Corda - Habemus ad Domine&quot;.

.

__,_._,___

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Adiamento da Investidura de 25.11.16 no Rio de Janeiro.

Irmãos, Saudações.

 

        Com pesar e por motivo de força maior – procedimento médico para determinar, ou não, cirurgia para colocação de ponte safena - , informo que a Cerimonia de Investidura marcada para 24 e 25 próximo foram adiadas para, em princípio, Janeiro de 2017, em data a ser posteriormente informada, dependendo do desenrolar dos acontecimentos.

        Esperando a compreensão de todos e desculpando-me pelo inconveniente, envio um

 

Fraterno Abraço,

 

Fr. ++João Baptista Neto

                Prior




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


sábado, 29 de outubro de 2016

Areligião do medo

Por: Frei Betto (OP)

 

“Convencer fiéis a abdicar de recursos para sustentar supostos arautos do divino é explorar os efeitos sem alertar para as causas.”

 

        Muitos cristãos foram educados na religião do medo. Medo do inferno, das chamas eternas, das artimanhas do demônio. E quando o medo se apodera de nós, adverte Freud, transforma-se em fobia. Recurso sempre utilizado por instituições autocráticas que procuram impor seus dogmas a ferro e fogo, de modo a induzir as pessoas a trocar a liberdade pela segurança.

        Quando se abre mão da liberdade, demite-se da consciência crítica, omite-se perante os desmandos do poder, acovarda-se agasalhado pelo nicho de uma suposta proteção superior. Foi assim na Igreja da Inquisição, na ditadura estalinista, no regime nazista. É assim a xenofobia ianque, o terrorismo islâmico e os segmentos religiosos que dão mais valor ao diabo que a Deus, e prometem livrar os fiéis de males através da vulgarização de exorcismos, curas milagrosas e outras panaceias para enganar os incautos.

        Em nome de uma ação missionária, milhões de indígenas foram exterminados na colonização da América Latina. Em nome da pureza ariana, o nazismo erigiu campos de extermínio. Em nome do socialismo, Stalin ceifou a vida de 20 milhões de camponeses. Em nome da defesa da democracia, o governo dos EUA semeia guerras e, no passado recente, implantou na América Latina sangrentas ditaduras.

        Convencer fiéis a abdicarem de recursos científicos, como a da medicina, e de boa parte da renda familiar para sustentar supostos arautos do divino é explorar os efeitos sem alertar para as causas. Já que, no Brasil, milagre é o povo ter acesso ao serviço de saúde de qualidade, haja engodo religioso travestido de milagre!

        A religião do medo alardeia que só ela é a verdadeira. As demais são heréticas, ímpias, idólatras ou demoníacas. Assim reforçam o fundamentalismo, desde o bélico, que considera inimigo todo aquele que não reza pelo seu livro sagrado, até o sutil, como o que discrimina os adeptos de outras tradições religiosas e sataniza os homossexuais e os ateus.

        A modernidade conquistou o Estado Laico e separou o poder político do poder religioso. Porém, há poderes políticos travestidos de poder religioso, como a convicção ianque do “destino manifesto”, como há poderes religiosos que se articulam para ocupar espaços políticos.

        Até o mercado se deixa impregnar de fetiche religioso ao tentar nos convencer de que devemos ter fé em sua “mão invisível” e prestar culto ao dinheiro. Como afirmou o papa Francisco em Assis, a 5 de Junho de 2013, “se há crianças que não tem o que comer (...) e uns sem abrigo morrem de frio na rua, não é notícia. Ao contrário, a diminuição de dez pontos na Bolsa de Valores constitui uma tragédia”.

        Uma religião que não pratica a tolerância nem respeita a divergência religiosa, e se nega a amar quem não reza pelo seu Credo, serve para ser lançada ao fogo. Uma religião que não defende os direitos dos pobres e excluídos é, como disse Jesus, mero “sepulcro caiado”. E quando ela enche de belas palavras os ouvidos dos fiéis, enquanto limpa seus bolsos em flagrante estelionato, não passa de um “covil de ladrões”.

        O critério para se avaliar um verdadeira religião não é o que ela diz de si mesma. É aquela cujos fiéis se empenham para que “todos tenham vida, e vida em abundância” (João 10,10) e abraçam a justiça como fonte de paz.

        Deus não quer ser servido e amado em livros sagrados, templos, dogmas e  preceitos. E sim naquele que foi “criado à Sua imagem e semelhança”: o ser humano, em especial aqueles que padecem de fome, sede, doença, abandono e opressão (Mateus 25, 36-41).

 

Transcrito do jornal O Globo, de 29.10.16

 

Arauto do Templo.    

 

 




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


domingo, 2 de outubro de 2016

Caráter evangélico do voto

Caráter evangélico do voto

Por Frei Betto (OP)

"Nossa democracia precisa estar enraizada na pedra sólida de quem veio para servir a todos, e não para tirar proveitos e obter privilégios".

 

       Votar é um ato de caridade. Ou de egoísmo e, portanto, de ofensa ao próximo e a Deus. Posso votar com raiva, visando apenas derrotar o adversário de meu candidato. Ou porque espero obter da eleição algum benefício pessoal.

      O pior voto é o de quem se deixa seduzir pela propaganda enganosa. De quem vota por mera simpatia ao candidato, sem conhecer os seus reais compromissos e interesses. Ou de quem vota esperando receber algum benefício pessoal ou familiar, sem pensar na melhoria do município e dos direitos da população.

      Desde a Grécia antiga, votar é escolher quem deve administrar a cidade para o bem comum. A democracia nasceu imperfeita, pois entre os gregos eram poucos os homens ivres se comparados ao número de escravos, e imperfeita a democracia continua. Cabe a nós cidadãos, aperfeiçoa-la. 

      ESTÁ, AO ALCANCE DE NOSSO VOTO escolher vereadores e prefeitos que administrem o município em favor da maioria da população, e não de corporações ou da minoria que usa a máquina pública em benefício próprio, inclusive embolsando o dinheiro de nossos impostos pela via da corrupção.

      Votar bem nos exige espiritualidade. Torna-se um ato de caridade quando, ao me aproximar da urna, não penso em meus interesses, mas nos direitos daqueles que ainda se encontram sem acesso digno à alimentação de qualidade, à saúde, à educação à cultura, ao transporte público, à moradia e ao lazer.

      O olho do eleitor deve se estender para além de seu bairro e se perguntar como seu voto pode melhorar as condições de vida nas periferias, erradicar as favela, favorecer o transporte coletivo, ampliar o saneamento, e combater os cartéis de ônibus, as milícias e o narcotráfico.

      "Vim para que todos tenham vida e vida em abundância" (João 10,10), disse aquele que partilhou os pães e os peixes para saciar a fome da multidão. A vida é o dom maior de Deus. Portanto, não há exagero em afirmar que votar de acordo com a vontade de Deus é eleger vereadores e prefeitos que terão por meta favorecer a maioria da população do município, em especial os mais carentes de direitos.

      O voto de caridade não se pergunta se o candidato é cristão, espírita, adepto do candoblé ou ateu. "Nem todo aquele que se diz Senhor, entrará no Reino dos Céus" (Mateus 7,21).

       Há candidatos que posam de santinhos, são indicados por padres e pastores, enchem a boca com o nome de Jesus, mas são lobos em peles de ovelhas. Estão centrados em suas ambições políticas pessoais e vinculados aos interesses escusos das corporações que representam. São insensíveis aos dramas dos pobres e dos excluídos.

      Não nos dixemos enganar por belos discursos e sedutoras promessas. Procuremos nos informar sobre a vida pregressa de nossos candidatos. Verificar se, de fato, se empenharam pelo bem da maioria e lutaram contra os preconceitos e opressão.

      Caso contrário,estaremos semeando vento para colher tempestades. E a democracia brasileira já se encontra suficientemente fragilizada para alicerçarmos sua base - a eleição municipal - na areia movediça dos que, uma vez eleitos, cospem em nossos votos. Nossa democracia precisa estar enraizada na pedra sólida de quem veio para servir a todos, e não para tirar proveitos e obter privilégios.

 

Extraído do jornal O Globo, de 01.10.2016 

Arauto do Templo

 

 

 




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com